sábado, setembro 01, 2012

Ano Novo...

Eu tenho uma mania, ou costume, ou sei lé o que posso denominar mas na minha cabeça meu ano sempre começa no meu aniversário. Sei lá, no dia do meu aniversário sempre faço um reflexão dos dias vividos, fico meia nostálgica, mas não significa que estou triste.... eu nunca gostei de fazer festa no meu aniversário, não porque não gosto, mas justamente porque no dia 25 de agosto tenho este momento de interiorização. É o momento que revejo minhas metas, traço algumas novas, me reavalio como pessoa... Da mesma forma não gosto do ano novo porque não há significado pra mim: as maioria das pessoas comemora como se fosse um acontecimento nas nossas vidas, que nada. No outro dia (1 de janeiro) nada muda, a não ser a dor na cabeça em função da ressaca) os problemas são os mesmos, as dividas, as frustrações...
Meu ano novo é no dia do meu nascimento, porque tento de certa forma aprender um pouco e tentar errar menos (tentar...)
Bom este ano completei 30 anos... fiquei pensando o que era ter 30? Então pensei em muitas coisas mas não conseguia explicar, então neste sábado (01 de setembro) li na Zero Hora dominical (que sempre chega no sábado à noite) um texto da Martha Medeiros "Vida parte2" que sabiamente expressou o que eu queria dizer. Um parênteses: Sempre amei os escritores e isso explica minha necessidade vital de sempre ler, essas criaturas conseguem expressar nas palavras coisas que nós simples mortais não conseguimos, eles organizam como. Leio sempre bons escritores e os ruins também, a gente aprende muito lendo os dois tipos.
Voltando, o trecho da Martha diz o seguinte: "A maturidade traz ganhos reais. A ansiedade diminui, a teatralidade também: já não vemos sentido em agradar a todos, a opinião alheia deixa de nos influenciar. Essa liberdade de ser quem realmente somos me parece o benefício maior – os jovens não percebem, mas sua liberdade é muito restrita. São pressionados a fazer escolhas tidas como definitivas (casamento, filhos, profissão) e as dúvidas se amontoam.
A sociedade exige eficiência na condução desse script. Depois dos 40, a boa notícia: que sociedade, que nada. Não é ela que banca suas ideias, não é ela que enxuga suas lágrimas, não é ela que conhece suas carências. Você passa, finalmente, a ser dona do seu desejo. Não é pouca coisa"
Esse é o ponto chave, a gente fica pensando que pessoa sou agora que tenho 30 anos? Na realidade somos os mesmos, a gente não muda, só aprende coisas novas que nos fazem agregar aprendizados, mas quem somos seremos sempre. E a querida Martha conseguiu explicar o que eu não conseguia: a unica coisa que muda e que tem 100% de importância é a ansiedade que temos quando jovens. A necessidade de se enquadrar, de agradar e sermos bem visto pelas pessoas do nosso convívio. Esse sentimento é muito claro em mim, faço planos, projetos, sonhos mas os faço sem pressão, sem determinar um tempo, porque a gente ainda é cobrado por nossas atitudes, porém a gente tá realmente cagando e andando.... Como diz essa espetacular escritora "Não é ela que banca suas ideias, não é ela que enxuga suas lágrimas, não é ela que conhece suas carências" não é ela que paga suas dívidas. Percebo que na maturidade não é que a gente se torna superior, a gente percebe que não adianta nada sofrer e se importar com a opinião dos outros, no fim das contas o caminho percorrido da vida pertence somente a cada um....As vezes queria ter 18 anos com a cabeça que tenho hoje.... ou não.


quinta-feira, julho 19, 2012

Confiança...

"Confiança é o ato de deixar de analisar se um fato é ou não verdadeiro, entregando essa análise à fonte de onde provém a informação e simplesmente considerando-a. Se refere a dar crédito, considerar que uma expectativa sobre algo ou alguém será concretizada no futuro. Aceitar a própria decisão de outra pessoa. Confiar em outro é muitas vezes considerado ato de amizade ou amor entre os humanos, que costumam dar provas dessa confiança. Sem essas provas, o indivíduo tende a basear-se apenas na informação dada (ou a falta dela) acabando por seguir provavelmente uma linha de pensamento longe da verdade." 


Esta é a definição do meu amigo Google.... e aconteceu na minha vida um fato que me deixou mais confiante e determinada... eu sempre trabalhei com assessoria ambiental, nesta empresa que hoje trabalho.... fiz uma cartela boa de clientes... ai ano passado entrei numas que tinha que trabalhar em uma empresa só, cuidando de uma Estação de tratamento de efluentes.... consegui emprego em uma empresa super conceituada, multinacional... resultado: não aguentei, trabalhei 8 meses. Me senti presa, triste, eu não entendia que eu sabia muito da minha área, e comecei a perceber que eu estava me limitando. Uma coisa é eu ter contato com vários segmentos, aprender todo dia alguma coisa nova, desafios, outra é ter sempre a mesma coisa... em dois meses eu tirei de letra meu serviço e comecei a não ter o que fazer. Senti-me inútil.... Ai, voltei.... pedi demissão e voltei pro meu antigo emprego. E a maior surpresa veio quando visitei meus clientes novamente... Todos sentiram minha falta, alguns até me culparam dizendo que eu abandonei... e em vez de sentir-me triste, eu percebi o quanto sou boa no que faço e o quanto o trabalho que desenvolvi durante anos surtiu um efeito positivo ao ponto de cultivar a coisa mais difícil no mundo: confiança. Hoje, desenvolvo meu trabalho com segurança e satisfeita por estar seguindo no caminho certo.... 

domingo, junho 17, 2012

Legião Urbana...

Eu sou suspeita em falar sobre esta banda e principalmente do poeta único que foi o Renato Russo, mesmo que sua vida não foi exemplar o que todos temos que admitir é que o cara sabia escrever e compor... veja bem, mesmo 15 anos depois de conhecer esta banda me identifico com as letras, porém cada ano  e tempo da minha vida com uma particularidade diferente... hoje estava ouvindo Quase sem querer... e a frase: "mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira"  e "quantas chances desperdicei quando o que eu mais queria era provar pra todo mundo que eu não precisava provar nada pra ninguem" parecem que foram escritas pra mim. Fico pensando como perdi meu tempo provando que eu não precisava provar nada e não enxergava que isso ocupava um tempo enorme da minha vida. Só compreendi que eu realmente não provaria nada pra ninguem quando não me importasse mais. Não adianta mentir pra si mesmo, pra ser livre a gente tem que se desprender, entender e aceitar o que somos. No momento que adimitimos nossos defeitos e fraquezas e não escondemos mais de nós mesmos, nem tentamos nos enganar sendo algo que não somos, é ai que nos tornamos livres. Não adianta esconder nada de Deus e nem de nós, é algo até ridículo. Exemplo bem futil: fazer dieta e assaltar a geladeira a noite. Não enganamos os outros e sim a nós mesmos.
Hoje fiquei ouvindo e pensando nas letras... e outra que faz muito sentido pra mim é: "Mas é claro que o sol vai voltar amanha". Nada é pra sempre na vida, nem os momentos de tristeza profunda onde temos a certeza que tudo acabou. Tem uma frase que não recordo de quem é que diz mais ou menos assim: "Se vc está no fundo do poço, faça tudo que quiser, vc não vai cair além disso". E claro outra frase incrível é "Se vc quiser alguem em quem confiar, confie em si mesmo, quem acredita sempre alcança" A gente não tem noção da força do nosso pensamento. Se a gente não acreditar na gente, como os outros vão? Pois é...

domingo, junho 10, 2012

O ano dos 30....

Este ano farei 30 anos, e ando meio pensativa: o que é ter 30? Quando a gente é criança e fica anciosa pra chegar nos 15... quando é adolescente quer ter 20 pra ser livre... que ilusão... livre de que? Como a gente pensa idiota quando é adolescente... As vezes pego minhas agendas (é eu colava papelzinho de bala e escrevia sobre meu dia...) e fico relembrando minha rotina, amigos, sonhos, bah... Chego a ficar triste de ver que minha maior preocupação era a prova de portugues, ou o trabalho que eu tinha que entregar, ou levantar cedo pra ir na aula de educação física. Putz... porque eu queria tanto ser adulta? Não entendo, essa é a fase mais longa da vida e talvez a mais chata... É conta pra pagar, filhos, companheiro,emprego, tu nem pode tomar um porre sem que a ressaca te castigue no outro dia, pois quando a gente é adolescente toma uns porre e melhora rapidinho, faz dieta e emagrece horrores...
Mas nem tudo é horrível...hehehehhe o que sinto e o que gostaria era de ter tido a segurança que tenho hoje nos aureos tempos adolescentes... minha cabeça é meio adolescente ainda, mas não posso e nem sou (graças a Deus) a mesma pessoa que eu era. E quando se tem filhos a coisa piora um pouco, a palavra privacidade some da sua vida, pra sempre ou pelo menos nos próximos 20 anos... mas não sei o que eu seria, ou como eu viveria sem meus filhos. Eles me fizeram uma pessoa muito melhor.
Pois é, isto é um pouco de como me sinto chegando perto dos trintinhas... se vc que perde seu tempo lendo minhas divagações me diga: como é?

domingo, junho 03, 2012

Rótulos

Ultimamente tenho lido alguns textos do autor Augusto Cury, "A análise da inteligencia de Cristo", um livro excelente, com uma linguagem fácil e uma conotação filosófica do cotidiano. Bem, o fato é que não gosto de ler livros que não somem algo na minha vida, digo, toda leitura que faço tento transpor para meu dia a dia e minha vida, mesmo os livros técnicos, pois acredito que tudo que lemos tem que ter algum aprendizado. Pois bem, esta leitura frisa muito o fato de se auto conhecer, de explorar o pior e o melhor de cada um, interiorizar-se. Eu vou falar de mim e não das pessoas de maneira geral, pois tenho somente o conhecimento de quem eu sou. Sempre gostei de refletir sobre minhas atitudes, minha vida, pois mesmo sendo uma pessoa de um temperamento bem forte, sei que tenho uma característica boa, eu vejo meus erros e tento, na medida do possível, entendê-los e melhorar. Digo tento porque nem sempre estou a fim, cada um tem seu tempo, e tomei conhecimento de uma coisa que deve acontecer com todos e que influenciam na nossa vida. As pessoas da família te põe rótulos, que muitas vezes não significam que sejam verdades, mas são as verdades deles. Meus pais me intitularam de explosiva, impulsiva e mau humorada.
Não estou dizendo que eles estão errados, pois sei que jamais pensaram em me fazer mal, mas pais também erram. Por conta disso frequentei muitos analistas, psiquiatras pois isto era errado em mim. Era um temperamento que deveria ser tratado. Ao longo de quase 30 anos, tentando diariamente me conhecer, percebi uma coisa que mudou muito minha qualidade de vida: Não estou errada. Aliás, esses são sim meus defeitos e dependendo da situação os uso de forma agressiva e mimada, mas isso não é anormal. Todos temos defeitos, esses são os meus e preciso trabalhá-los diariamente, mesmo que seja com profissionais, mas o fato é que todos precisamos de analistas. Todos temos um lado pior de cada um. Mas entendo a preocupação dos meus pais, pois tenho as mesmas atitudes com meus filhos, quero que eles sejam pessoas incríveis, tipo médicos, engenheiros, mas no meu intimo sei que eles serão o que eles quiserem, pois por mais que eu ache que desta forma é a melhor forma de ser feliz, essa é a minha verdade, não a deles. Antes de ser meus filhos eles são um ser humano com suas características individuais.  E sei que meus pais só queriam que eu fosse muito mas muito feliz, mas o que a gente não percebe é que talvez as consequencias que temos por nossas atitudes geram algumas perdas que pra alguns são devastadoras, mas de repende para aquela pessoa não tem importancia alguma.
Esse é o ponto X da questão. Se por um lado as pessoas acreditam que talvez minha forma de ser, direta, explosiva, impulsiva me prejudique, eu tenho plena consciencia que tenho muitas perdas com isto, mas as prefiro. De poucas experiências que tive nos poucos anos que vivi, smepre preferi a verdade, não sei pisar em ovos com as pessoas, não gosto de rodeios para falar alguma coisa, mas tenho plena consciencia que na sociedade em que vivemos sofro muita descriminação por ser assim, mas eu sei disto, e se sou desta forma é que prefiro as consequencias que vem com essas atitudes. Como da mesma forma as pessoas que agem polidamente e serenamente na vida também tem consequencias ruins. Não existe uma fórmula certa de ser e se viver, todas nossas atitudes tem lado bom e lado ruim e é isto que precisamos  entender e tomar a frente de nossas decisões. Como queremos ser? Como queremos viver? Essa é uma escolha pessoal, mas é uma escolha unica de cada um. Assim, diante desta reflexão, só venho a concluir uma coisa: nós temos que decidir nossos rótulos, nós que devemos nos interiorizar e nos conhecer para aceitarmos o que somos. Eu Karina quero na minha vida somente a verdade, mesmo que seja dura e sofrida, mas optei por encarar as coisas de frente ao invés de ouvir rodeios e mais tarde descobrir a verdade. Por isto procure agir assim, não gosto de muitas coisas e as deixo claras, pois também discordo daqueles que vestem um personagem para agradar aos outros. Não quero agradar ninguem, e também não sou um bicho horrível, sou carinhosa, amo os meus, mas demonstro do meu jeito e não da maneira que os outros esperam que sejamos.
Finalizando: Tenho defeitos, sim, mas todos temos. Erro, muito, mas todos erramos. O ponto de vista de cada um pode ter muitas verdades, e devemos respeitar sempre, mas não concordar.

quarta-feira, maio 09, 2012

Algumas coisas sobre mim...

Hoje estava me autoanalisando, na verdade sou bem dificil de receber críticas, acabo sendo agressiva, mas uma coisa que descobri ao longo destes quase 30 anos é que me faz muito bem parar e me enxergar: como sou, entender minhas atitudes, ideologias... na realidade vivo em busca de porques... Então, gostaria de compartilhar algumas coisas que descobri sobre mim...
Primeiro: sou uma pessoas extremamente controladora, preciso ter o controle de tudo, mandona mesmo, não tenho vergonha de admitir isto, até porque só percebi que consigo viver feliz quando perdi isto, o controle, e a unica coisa que me fez perder meu controle foi o fato de ser mãe. Amo desafios, o dificil nunca me assustou, porque sempre soube onde procurar, só que este fato de ser mãe... isto não existe onde a gente procurar, a gente não sabe qual é o certo ou errado, até porque não existe... e é isto que me assustou, o fato de que ser mãe é uma descoberta diária, aliás por segundo, a gente não consegue programar, não consegue determinar, não dá... Não é como organizar a agenda e programar o dia que virá... isto também aprendi, tem que relaxar e fo... isto mesmo... não adianta, mesmo que vc tente fazer tudo do melhor, tu erra, e dai é pior, porque tu fica com aquele sentimento: "onde foi que eu errei", mas essa é a unica pergunta que não tem resposta, quando se trata de ser mãe.
Bom, outra coisa que é nítido em mim é o fato de eu querer fazer tudo o contrário que todo mundo faz: por exemplo, odeio croché. Todo mundo diz que mulher adora conversar de croché, macramê, paninhos de decoração pra cozinha, a roupa da moda. Eu não vejo o menor sentido e graça. sempre gostei da rodinha dos homens em que eles bebem e falam merda... isto é tri, claro que vc que esta lendo já pensou: "nossa como ela é birrenta" Pois é, já me convenci disto, sou mesmo... e por isto escolhi ser técnica em tratamento de efluentes (vc se pergunta: o que é isso???), é ai que tá, ninguem conhece. Escolhi uma profissão que muitíssimas poucas mulheres trabalham. Poderia ter feito química e estar num laboratório. Que nada isto é facil demais... queria fazer o que poucos fazem... e ai a surpresa... Sou completamente apaixonada pelo que faço... hoje mesmo, visitei um aterro industrial ( meu Deus o que é isso? vai pro google....) simplesmente achei a coisa mais linda do mundo, depois dos meus filhos.... Fiquei simplesmente maravilhada... ai se tu conhece um aterro a primeira coisa que alguem me diria era: "Tu é louca, aquilo é antiecológico, é passivo ambiental, é problema". Eu sei, mas temos que admitir, é um empreendimento espetacular.... Juro pelo sol que nos ilumina que parecia que estava vendo uma paisagem linda, exuberante... e isto ninguem entende...
O que tenho certeza sobre mim é que preciso ser desafiada diariariamente, preciso ter problemas a solucionar, o cotidiano e a mesmice me entendiam e me deprimem.... Ah, isto é outra caracteristica, tenho esta tendencia deprimida e suicida... por isto preciso de motivação diaria e só assim, com meu trabalho, com meu jeito de viver meio torto é que me permite não estar neste estado deprimente....

Bom... que me lembro neste momento é isto....

domingo, maio 06, 2012

Mandamentos do irmão mais novo....

Adorei, roubei de um blog maravilhoso... "Dilemas de uma mãe sem manual"...

1- Herdarás não só os brinquedos, as roupas, os utensilhos do irmão mais velho, bem como todas as viroses, infecções bacterianas e ziqueziras adquiridas na escolinha, no parque ou na pracinha. E seus pais terão que se virar nos 30 para cuidar de dois doentes ao mesmo tempo, com um pequeno intervalo de 2 dias, e darem-se por satisfeitos caso a zique-zira não se abata sobre eles e os empregados da casa também;
2-Tomarás croques, socos, beliscões e lambidas (tudo sem querer) do irmão mais velho e não chorarás;
3-Nunca terás uma bicicleta nova porque SEMPRE a bicicleta do seu irmão mais velho que não servir mais passará para você, acostume-se;
4-Terás um ídolo por toda a vida (ou pelo menos pela primeira parte da sua vida) que será seu irmão mais velho, aquele que desbrava o mundo e você vai seguindo as pegadas que ele já deixou;
5-Dividirás a mãe, o pai, os brinquedos, a babá, e todas as suas coisas com o irmão mais velho numa boa, porque você é um ser evoluído no quesito dividir, uma vez que já chegou dividindo e nem sabe como é ser o único;
6-Terás todo conforto possível nas suas vestimentas, porque sua mãe já cometeu todos os erros de usar calças de alfaiataria, camisas e sapatos em um bebê de 3 meses, com o seu irmão;
7-Não terás fotos de TODOS os seus momentos registrados, só dos mais importantes e na maioria das vezes você terá companhia do seu irmão mais velho nas fotos;
8-Comerás tudo o que quiseres na idade que quiseres pois sua mãe já tentou fazer tudo certo com o seu irmão e agora com você ela só tem a pretensão de que você se alimente, afinal ela sabe que vai dar tudo certo;
9-Terás uma mãe muito melhor e mais relaxada pois de novo ela já cometeu muitos erros com o seu irmão mais velho e também já quebrou tabus e medos com ele, sobrando para você uma mãe mais experiente, mais tranquila, mais relaxada e mais feliz.
10-Jamais brigarás com seu irmão, pois tudo o que sua mãe espera na vida de você é que você e ele sejam os melhores amigos que já existiram em todas as galáxias nebulosas, portanto meu amado segundo filho, filho mais novo, meu caçula, pequeno buda, rei dos meus pensamentos, seja sempre esse menino bonzinho, amado, gargalhante, observador, balbuciador, sentante, esperto, querido com o seu irmão porque ele será seu melhor amigo por toda vida. E que sorte vocês tem de ter um ao outro....
Principalmente o tópico 10, pois rezo diariamente para que os dois sejam parceiros e amigos, sempre.....

sábado, maio 05, 2012

Poesia inspiradora

"Senhor, torna-me louco....
Irremediavelmente louco.
Como os poetas sem palavras para seus poemas,
Como as mulheres possuídas pelo amor proíbido,
os suidcidas repletos de coragem perante o medo de viver,
Como os amantes que fazem do corpo a explosão da alma...

Dá-me Senhor, o dom fascinante da loucura,
impregnado na face miserável do pobre de Assis,
Contido nos filmes dionisíacos de Fellini,
Resplandecentes nas telas policrônicas de Van Gogh
Presente na luta inglória de Lâmpião...

Quero a loucura explosiva,
Sem a amargura da razão ética,
das pessoas saciadas à noite pela TV,
Da satisfação dos funcionários fabricantes de relatórios...

Faze de mim Senhor, um louco marginalizado,
do rol de homens sérios.
Para poder aprender a ciência di povo,
Em núpcias com a cruz que só a Fé entende...
Como um louco a outro louco..."

Frei Betto.

sábado, abril 28, 2012

As músicas para meus filhos...

Pode ser que quem leia meus posts pensem que falo só nos meus filhos, mas como me propus a somente escrever o que sinto, vamos lá...

Uma música que foi feita pra explicar o significado do João, meu primeiro filho, em minha vida é:
 "Você acendeu a luz da minha vida
E me ensinou um jeito de amar você
Tirou todas as pedras do meu caminho
E sozinho, não sei mais viver..."
Porque? existem muitas músicas que me lembram dessa pessoinha que é meu filho, mas este refrão explica tudo, pois simplesmente eu achava que era uma pessoa completa, determinada, feliz e convicta dos meus valores... Quando vi o João pela primeira vez, simplesmente conheci um sentimento único, e sem fazer nada, somente existindo em minha vida, ele ascendeu uma luz na minha vida que jamais imaginei que fosse tão forte, e me ensinou o que é realmente o amor, em carne viva, e me mostrou que todas as dificuldades da vida, todas as pedras são possíveis de ser ultrapassadas, nada é impossivel, e com essa nova pessoa que me tornei, mesmo com muitas dificuldades e erros que uma mãe comete, tenho plena certeza que não sei mais viver sem ele, mesmo que penso as vezes como seria minha vida sem ele, é impossivel imaginar isto, pois ela seria vazia, sem sentido, ele me deu o real sentido da minha vida.

A música da Antônia, desde que ela estava dentro de mim, sempre foi esta:
"
No meu camarim
Eu agradeci a Deus
Que mandou pra mim
O maior dos sonhos meus
Muito prazer...
Te conhecer
Pequena flor,
Você brotou
De um verdadeiro amor
Já posso ver...
Em seu olhar
O sol que brilha
Te amo filha, dá vontade de gritar
Seja bem-vinda ao mundo
Pequenina princesa
Dorme indefesa
Minhas mãos vão te guiar
Seja bem-vinda ao mundo
Minha luz e meu encanto
Dorme que eu canto
A canção pra te ninar...
Dorme filhinha, pra sonhar
Você é linda...
Eu vou te amar...!"
O porque novamente? Ela brotou, sem ser planejada, de um amor verdadeiro, e realmente ela é minha princesa, e foi o milagre que Deus me mandou, e digo que ela seja bem vinda ao mundo, pois vou guiá-la, vou protegê-la, e ela realmente é linda demais....

Amo vcs... sempre....

quarta-feira, abril 25, 2012

As pessoas que seremos....

O mês de Abril é um mês tumultuado pra mim, aliás, o mês da falência...sim: Meus dois filhos fazem aniversários neste mês.... com toda a confusão da festinha ainda achei tempo de refletir algumas coisas. Uma é o que assombra repetidamento o pensamento de qualquer mãe: quem são nossos filhos? Que características eles têm? Que pessoas serão? Na realidade, todos os dias vejo o crescimento deles e percebo que eles agem e são do jeito que sempre imaginei, pois no intimo conheço cada jeitinho, cada mania, conheço sua personalidade.... Para tornar um pouco mais lúdico resolvi buscar alguns significados (óbvio que no google...heheheheh)
João: nascido em 17 de abril: Anjo da Guarda: Reyel: Quem nasce sob a influência deste Anjo, se distinguirá por suas qualidades, por seu zelo em propagar a verdade e destruir escritos falsos e caluniadores. Sua conduta será exemplar, amará a verdade, a paz, a justiça a liberdade e o silêncio. Sua vida é uma exaltação, iluminada através da sua escolha espiritual. Na verdade conhecendo meu filho percebo, combina muito com ele, principalmente por ele ter uma característica que me admira muito, o cuidado: ele é cuidadoso e zelozo com as pessoas a sua volta, mesmo sendo uma criança, tenta sempre nos acalmar, nos prestar seu apoio....
Antônia: nascida em 19 de abril: Anjo da guarda: Lecabel: As pessoas sob sua influência são dotadas de coragem para enfrentar os mais difíceis obstáculos. Terá grande curiosidade em saber o que terá acontecido em outras encarnações, para responder as dúvidas de sua alma e entender esta existência. Minha filha tem essa característica clara nela: coragem, até porque nas condições que ela nasceu e foi gerada, ela é um verdadeiro milagre, por ser saudável.... e tenho certeza que como eu tentará buscar o porque de sua existência, porque ela é muito especial...
O mes de abril é conceituado como que os amores que nascem neste mês são para sempre.... pra mim é a mais pura verdade, ainda mais relacionado aos seres filhos, que é um amor pra sempre...
Bom o título deste post, "as pessoas que seremos", no meu conceito não é que algum dia seremos, nós somos, cada um é o que é, apenas aprendemos coisas novas com erros e acertos, com fatos da vida, e modificamos nosso modo de viver, de ver a vida, mas somos aquilo que somos, desde nossa concepção...

sábado, abril 14, 2012

Significado do nosso nome....

A algum tempo atrás, quando descobri que esperava o João comecei a procurar o significado do nome que havia escolhido... neste post vou descrever alguns significados de nomes das pessoas que amo... gostei da brincadeira.

João Pedro: João: "Deus é Bondoso", "Significa agraciado por Deus e indica uma pessoa com forte espírito de liderança. Impulsivo, às vezes é mal interpretado, mas seus atos sempre visam o benefício da maioria, pois possui nobreza de caráter". Pedro: "Significa pedra e indica uma pessoa simples mas que busca a realização intelectual e espiritual". Escolhi João Pedro por ser um nome simples, forte, sempre amei o nome João, principalmente pelas músicas do Renato Russo "João do santo Cristo", mas sempre acreditei que quanto mais simples vc é mais valor vc tem e ppor isso amo o nome João, por não ter pompas, não ser nada demais, mas por ser apenas João.

Antônia: "A que não tem preço", Procurei muitos significados, mas este matou a pau, ela não tem preço mesmo, é única, e também como o João escolhi um nome que fosse simples e forte. Pela maneira que ela entrou em nossas vidas, seu nome não requer outro significado a não ser este.

Karina: "Graciosa", "Tipo psíquico, intuitivo, inspirado, sonhador, líder espiritual que pode influenciar a todos.", "Pura.". O último conceito me fez rir muito, só se for pura cachaça...hahhahahha, mas meu pai disse que escolheu meu nome dentro do Centralão, voltando do trabalho em Poa, ele sempre diz que olhou uma menininha muito linda e que ficou fitando ele com os olhos, então ele perguntou o nome. Quando chegou em casa falou pra minha mãe:"Se nosso bebe for menina será Karina". detalhe, meu pai ia colocar com C, mas o "Rato", tabelião de GC colocou com K porque era mais bonito....

Antônio Benedito: Antônio: "inestimável, o que não tem preço", Benedito: "abençoado, louvado". Meu marido não gosta do segundo nome dele, mas eu sempre achei lindo, Benedito, e sempre digo que se o João fosse fruto nosso chamaríasse João Benedito.

Osvaldo: "Deus poderoso", "Se sente reinando quando está rodeado pela família, e assume qualquer responsabilidade, assim como também resolve todos os problemas e se emociona com todas as situações". Esse é o nome do meu pai, admito que o significado tem muito a ver com ele, ele é muito família...

Rosmari: "Generosidade,Cortesia,Influência,Companheirismo" É, resume o que minha mãe é, puro companheirismo e generosidade.

Leonardo: "Leão Bravo", "Gosta mesmo de cada coisa há seu tempo". Bah, nem vou comentar, meu irmão nem é cheio de manias...hehehehhehe

Candice: "Rainha da Etiopia", "Pura de coração." Vou perguntar pro tio Ivan pois foi ele que escolheu, mas o significado é muito igual ao que ela é. A candi é minha cunhada prima...hehehehhe

Julia: "cheia de energia.", "pessoa cheia de juventude". Também perguntarei a Candi porque ela escolheu este nome, mas sempre achei lindo.

Igor: "Príncipe da paz", "pessoa curiosa e ousada como um aventureiro, corajosa e determinada como um guerreiro." Bah, sempre te achei um principe, um lorde meu sobrinho primo hehhehehe

Maria Laura: Maria: "senhora, soberana", Laura: "coroa de folhas de louro.", "Gosta mesmo de cada coisa há seu tempo," Se não fosse filha do Leonardo ia dizer que o significado tava errado, mas é. Sei que seu nome foi escolhido por ser Maria a minha vó e Laura a vó da Candi, uma homenagem...

Santa Soeli: Santa: "sem mácula, pura." Soeli: "significa brilho, luz,cuidadosa em qualquer infortúnio". Minha avó é de uma personalidade forte, mas quieta, tem muita necessidade de cuidar dos outros, e se tem uma coisa que a admiro muito é sua fé, é católica fervorosa, mas já testemunhei provas de seu contato direto com Deus, quando ela pede, é tão puro que Deus a ouve de imediato, é muito louco. Ah, ela assina Soli com y, Soely, e perguntei porque?, pois na identidade della é Soeli, e ela disse que gosta...hehehehhehe

Bem, gostei da brincadeira, nossos nomes tem muito a ver conosco, acredito que sempre tivemos esse nome, é nosso. Tenho muito mais pessoas que amo para colocar nesta lista... mas o post ficaria cansativo e imenso... essas são as pessoas que convivem comigo diariamente... mas postarei de outros da minha imensa, linda e única família.

E o seu nome, o que significa?
 

quinta-feira, abril 12, 2012

Laços eternos...

Nesta postagem decidi compartilhar como eu e o Rezende (marido) nos conhecemos: Estava eu a procura de emprego, distribuindo currículos em diversos lugares. Um amigo meu pediu meu curriculo pra levar na empresa onde ele trabalhava, pois haviam feito a ETE (estação de tratamento de efluentes) a pouco tempo. Então ele entregou o currículo pro chefe dele, quem era? o Rezende, que no depoimento dele disse que olhou a foto do currículo e seu coração agiu diferente, até hoje ele diz que foi uma sensação muito estranha, e até pensou: "ué, é só um currículo". No outro dia ele me adicionou no msn e até hoje também ele não entende porque precisou falar comigo, nós precisávamos falar um com o outro, mesmo nunca tendo nos visto. Nossas primeiras conversas foram as mesmas de todos, oi, como vai, o que tu faz... marcávamos de nos encontrar no msn sempre na mesma hora (detalhe: o Rezende odeia faces, orkuts, msn etc...) na mesma semana ele escreveu assim: "o cara, preciso te ver, não sei porque, mas preciso". No outro dia fui até a empresa que ele trabalhava com a desculpa de entregar um outro currículo, quando ele saiu na frente, ficamos dois minutos somente se olhando, nada mais, foi a sensação mais louca, depois de ter meus filhos que tive. Ambos ficamos sem entender o sentimento que nos envolvia. Marcamos de tomar uma ceva, e nosso primeiro encontro se resume assim: Não nos armamos como na maioria das vezes fazemos, colocando roupas novas, perfumes, tentando impressionar como somos bons etc.... Eu estava de tênis, calça jeans e uma camiseta preta, ele de uniforme da empresa, sujo de pigmento. Encostei o carro na frente da casa onde morava, ele veio até o carro, eu desci e sem palpitar nos beijamos. Até hoje declaramos com veemencia que já tínhamos estado juntos antes, pois essa foi a sensação. Conversamos a noite toda, comemos massa com salsicha e tomamos o vinho mais vagabundo que existe. E neste dia fomos nós de verdade, não ensaiamos palavras, não inventamos passados extraordinários, mostramos o pior de nós.... Nós dois vinhamos de relações conturbadas com várias dívidas financeiras e sentimentos frustrados.
Conclusão: dois meses depois estavamos morando no nosso primeiro lar, depois nos mudamos para onde moramos hoje, e incrivelmente parece que nos conhecemos a anos... (temos 5 anos de relacionamento).

Se é ilusão, não sei, mas até hoje nunca tive dúvidas que nossos laços não são somente daqui, tem um "bagulho" estranho em tudo... Nunca me senti tão segura, tão leve e tão feliz por poder ser eu mesma....
Em 2010 nos casamos, oficialmente, no cartório em comunhão universal de bens, é isso mesmo... Temos 18 anos de diferença de idade, mas em nenhum momento eu ou ele percebemos isto...  Essa é um pedacinho da nossa história, se somos almas gemeas? não sei, sei que até hoje, temos nossos momentos de brigas, raiva, amor, amizade etc... até porque se eu disser que nossa união é perfeita estarei mentindo....
Mas tenho em mim fomos feitos um pro outro....

terça-feira, abril 10, 2012

Vida....

Peguei um texto do face de uma amiga... retrata exatamente como ocorre nossa vida.....

"Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção,estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".

Não é tarefa fácil. No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma microempresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.

As duas opções têm seus prós e contras: viver sem laços e viver com laços...

Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista? Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.

Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante o auto conhecimento. Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos. Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.

Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido. A estrada é longa e o tempo é curto.Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.

Lembrem-se: suas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado. A escolha é sua...!"
Pedro Bial


Sempre acreditei que não podemos temer e ficar em cima do muro: foda-se, alguma coisa dará certo outra errado, não tem jeito.....

segunda-feira, abril 09, 2012

Só pra constar.... meus maiores amores e minhas maiores aprendizagens desta vida que comentarei em outros posts.....

Coisas que me lembram minha adolescencia...

Achei este poste de 2006: Vale a pena publicar....

Tem muitas coisas que me lembram o tempo que eu tinha uns 15 a 16 anos, o auge da adolecsencia, vc ainda não precisa de responsabilidades mais sérias, e nem é mais criança... eta tmepinho bom... lembro muito das festas... lá em General Câmara na cidade de minha vó, os carnavais com marchinhas, sendo que ficavamos as cinco noites, (é claro que é cinco, uma de muamba e quatro de carnaval) e nem era tão idiota como os carnavais de hoje... os bailão em Santo Amaro... nossa bom demais, eram tres pistas, uma sempre tinha aquela porcaria de dance, outra era rockzinho brasileiro puro e é claro qe a terceira era onde o troço fervia era bandinha e normalmente tinha uma banda tocando, tipo, Os atuais, Locomotiva... bah eram tantas... e era a melhor das pistas, porq lá se via de tudo... lotava sempre.... e normalmente a ceva era 0,15 centavos ou 0,50... dependendo do motivo da festa...
Em outros tempos na minha cidade maravilhosa (São Leopoldo) batiamos cartão no 356, no BR um barzinho bem pequenininho, mas que só tocava banda de rock, um lugarzinho aconchegante e onde eu encontrava muita gente conhecida... e já tive meus tempos de irno marratresh....

bons tempos que se foram , que foram muito bons, e que espero que meus filhos possam viver isso....

bjinhos..ka
Gente.. atualizando: Estou no RS desde 2007, moro em São Léo... tenho dois fillhos a Antônia e o João Pedro: a Antônia foi minha última experiência libertadora... Casei com meu marido (atual) e o requisito foi que ele tinha vasectomia: dois anos depois descubro com 6 meses que estava grávida.... ai imaginem a doidera que virou minha vida.... nunca imaginei ser mãe de novo, e nunca imaginei ser mãe de uma menina, mas cada dia me surpreendo mais. Desde então tenho lido muito sobre o espiriitismo, pois ainda não entendo o porque de tudo isto. Mas tem me ajudado muito.... 

2012

Voltei...achei meu antigo blog...legal. muita coisa aconteceu, devagar divagarei.... abraços...