domingo, março 23, 2014

Aos 30....

To meio numa fase de me adaptar com a ideia que estou com 30 anos, alias 31, corrigindo ainda farei 32.... meu Deus.... eu até me lembro do segundo grau, mas o interessante é que faço uma pequena avaliação desses poucos anos (espero eu que sejam poucos ainda) para perceber a pessoa que me tornei. Mas cheguei a conclusão que nesses 31 anos (já admitindo) não me tornei uma única pessoa. Me permiti mudar inúmeras vezes, mudei alguns conceitos, outros levei comigo, mas me permiti sempre experimentar coisas novas.... Percebi que devo isto a duas pessoas muito importantes da minha vida, meus pais. Engraçado né, a gente quando é adolescente acha que os pais são tri caretas, mas acho que eu tive sorte, meus pais são a própria metamorfose ambulante.... Minha mãe é um exemplo de conquista, meu pai um exemplo de companheirismo. Eu acredito em vidas passadas, e acredito que as pessoas que me cercam de alguma formam fizeram parte das minhas vidas anteriores e de alguma forma estamos entrelaçados eternamente, graças a Deus.

Um comentário:

Andresa disse...

Que saudade de vc guria!! Bjo